Repensar o Carnaval

Referenciando meu amigo Gabi “O Carnaval moderno, produto da sociedade vitoriana do século XIX, uma das maiores festas do mundo e um dos nossos principais cartões de visita chega a sua versão 2008” ….

Convido todos a repensar o carnaval… será que se fosse como o carnaval medieval, ou então o nosso carnaval dos anos 20 ou anos 30.
Nas ruas, de graça e para todos…

Fight For Your Right (To Party) Lutar Pelo Seu Direito (de Festejar) Beastie Boys

O tédio do carnaval moderno fruto do espetáculo só me dá sono! (e lucro para muitos claro!)
O renascimento das festas de rua já acontece, mas saudoso de um tempo que não vivi, vou postar aqui duas imagens…que espero que continuem vivas no inconciente coletivo.

Uma de um quadrinho de uma página feita pelo grande ilustrador e designer gráfico J. Carlos sobre o carnaval.

jcarlos.jpg

página inteira clique aqui

imagem do livro J. Carlos, da editora Nova Fronteira
livro fora de catálogo, vale a pena vasculhar em sebos,
procurando esta pérola

_


A outra é uma interpretação de Rodrigo Amarante e Orquestra Imperial de uma música de Noel Rosa… pois é assim que quero que seja o carnaval.

Pela primeira Vez | Noel Rosa



Marcelo Pitel

Anúncios

2 Respostas

  1. Doces carnavias, não é Tchelo? Curti ver Orquestra Imperial aqui.

  2. Pois é… Além de tudo quanto é proibição, ainda fica restrito. Passei a semana na praia fugindo da folia carnavalesca e invejando Veneza.
    Adorei o texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: